fbpx

Esporte Futebol Imaranhão Esportes

São Paulo perde para o Novorizontino nos pênaltis e é eliminado do Paulistão nas quartas de final pelo 2º ano consecutivo

O São Paulo está eliminado do Campeonato Paulista. Neste domingo, o Tricolor deu adeus à competição após ser derrotado pelo Novorizontino, nos pênaltis, por 5 a 4, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, no Morumbis, diante de mais de 55 mil torcedores, amargando pelo segundo ano consecutivo a queda nas quartas de final do torneio.

Rômulo abriu o placar para o Novorizontino. Ferreirinha empatou para o São Paulo. Nos pênaltis, Rafael defendeu a cobrança de Lucca, mas Michel Araújo e Diego Costa desperdiçaram suas cobranças, batendo para fora.

No ano passado, o São Paulo também foi eliminado nas quartas de final, pelo Água Santa, que acabou se sagrando vice-campeão, perdendo a final para o Palmeiras. Agora, o Tricolor terá mais de duas semanas para descansar e trabalhar visando a sua estreia na Libertadores, que acontece na primeira semana de abril.

As semifinais do Campeonato Paulista acontecem no dia 27 de março, após a Data Fifa em que serão disputados amistosos entre seleções, com horários ainda a serem definidos.

Novorizontino sai na frente

O Novorizontino mostrou logo nos primeiros minutos que o São Paulo até podia ser o favorito no confronto, mas tinha futebol para competir com os donos da casa. Aos 12 minutos, Willean Lepo desceu pela direita e cruzou com perfeição para Rômulo, que subiu sozinho dentro da área, cabecear no contrapé de Rafael e abrir o placar para o Tigre.

A partir daí o São Paulo se jogou no ataque e controlou a partida. Aos 20 minutos, André Silva, estreante da noite, recebeu dentro da área e fez o pivô, ajeitando para Luciano chegar batendo, mas viu a bola explodir na marcação.

São Paulo busca o empate

Mais tarde, porém, o Tricolor foi mais feliz. Lucas fez linda jogada individual e cruzou para Ferreirinha, que dominou dentro da área e tocou com categoria na saída do goleiro adversário, empatando a partida no Morumbis. Após o gol, porém, o atacante são-paulino teve de ser substituído por caus ade dores abdominais.

Na reta final da partida o São Paulo ainda teve boas chances para virar o jogo. Primeiro aos 36, quando Luciano recebeu, girou e deu passe açucarado para Welington bater de primeira, obrigando Jordi  a fazer boa defesa.

O Novorizontino respondeu aos 42, quando Willean Lepo novamente desceu pela direita, cruzou, contando com o desvio da defesa são-paulina, e quase encobriu o goleiro Rafael, que teve de se esticar todo para evitar o surpreendente gol dos visitantes.

Antes do apito final Luciano teve uma excelente chance de marcar o segundo gol do São Paulo, recebendo cruzamento na medida de Welington, livre, mas errou o cabeceio, mandando para fora e frustrando os mais de 55 mil torcedores nas arquibancadas.

Novorizontino volta afiado

O Novorizontino voltou para o segundo tempo mais afiado e determinado a retomar a vantagem no placar. Logo aos cinco minutos os visitantes conseguiram levar perigo com Lucca, que recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu forte, exigindo boa defesa de Rafael.

O São Paulo respondeu pouco depois com Alisson, que foi acionado por Luciano e chegou batendo de primeira, no cantinho, mandando rente à trave de Jordi.

Aos 19 minutos, o Novorizontino teve a melhor chance da etapa complementar, quando, após bate-rebate na defesa do São Paulo, a bola sobrou para Chico. O zagueiro dominou e, cara a cara com Rafael, viu o goleiro crescer e fazer mais uma grande defesa para evitar o segundo gol dos visitantes.

Luciano, que já havia perdido um gol no fim do primeiro tempo, voltou a desperdiçar boa oportunidade na segunda metade do jogo. Aos 22 minutos, Arboleda ajeitou de cabeça, e o camisa 10 bateu cruzado, mas novamente mandou para fora.

Pressão do São Paulo

Precisando do resultado a qualquer custo para confirmar a classificação para a semifinal, o técnico Thiago Carpini promoveu mudanças na reta final da partida para deixar o time mais ofensivo, acionando Igor Vinícius e James Rodríguez nas vagas de Rafinha e Welington, respectivamente.

Mas, nem mesmo com James Rodríguez o São Paulo conseguiu furar o bloqueio defensivo do Novorizontino. Aos 49 minutos, Luciano até recebeu uma boa enfiada de bola do colombiano, girou batendo e contou com o desvio da zaga adversária para atrapalhar o goleiro, que, ainda assim, fez a defesa e evitou o segundo gol tricolor. Assim, a classificação acabou sendo decidida nos pênaltis.

Pênaltis

Novorizontino
Lucca – Rafael defendeu
Danilo Barcelos – gol
Fabrício Daniel – gol
Chico – gol
Marlon – gol
Renato – gol

São Paulo
Lucas Moura – gol
Luciano – gol
Pablo Maia – gol
Michel Araújo – chutou para fora
Igor Vinícius – gol
Diego Costa – chutou para fora

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X NOVORIZONTINO

Local: Morumbis, em São Paulo
Data: 17 de março de 2024, domingo
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Flávo Rodrigues de Souza
Assistentes: Marcelo Van Gasse e Miguel Ribeiro da Costa
VAR: Márcio Henrique de Góis

Público: 55.197 torcedores
Renda: R$ 4.022.136,00

Gols: Rômulo, aos 12 do 1ºT (Novorizontino); Ferreirinha, aos 22 do 1ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Arboleda (São Paulo); Waguininho, Marlon, Chico, Lucca (Novorizontino)

SÃO PAULO: Rafael; Rafinha (Igor Vinícius), Arboleda, Diego Costa e Welington; Pablo Maia e Alisson; Lucas, Luciano e Ferreirinha (Erick); André Silva (Michel Araújo).
Técnico: Thiago Carpini.

NOVORIZONTINO: Jordi; César Martins (Renato Palm), Luisão e Chico; Willean Lepo, Geovane (Dantas), Marlon, Rômulo (Danilo Barcelos) e Reverson; Neto Pessoa (Lucca) e Waguininho (Fabrício Daniel).
Técnico: Eduardo Baptista.

Advertisements

Deixe uma resposta