Secretário afirma que morte dos pais do deputado federal Cléber Verde foi duplo latrocínio

TURIAÇU – Na tarde desta quarta-feira (15), o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, falou durante uma entrevista coletiva, sobre a morte dos pais do deputado federal Cléber Verde (Republicanos). De acordo com o secretário, Fábio Cardoso, conhecido como “Fabinho”, era chefe de uma organização criminosa no interior do Maranhão. Ele morreu em confronto com a polícia durante as buscas pelos suspeitos de matarem Graça Cordeiro Mendes e Jesuíno Cordeiro Mendes.

Segundo o secretário, Fábio Cardoso era uma “pessoa de personalidade voltada para o crime e altamente violenta”. Segundo pessoas que foram ouvidas pela polícia durante esta quarta, Fabinho afirmava que tinha que fazer um “eco”, atirar em alguém durante os assaltos, e ainda afirmava que gostava de espancar suas vítimas durante as ações criminosas.

“Pessoa de personalidade voltada para o crime e altamente violenta. Segundo pessoas ouvidas hoje, ele declarava que queria atirar em alguém durante um assalto. Ele já era procurado pela polícia e teve armas apreendidas, querendo outras. Segundo pessoas do seu núcleo criminoso, ele tencionava adquirir a arma que tinha na sede daquela fazenda”, afirmou o secretário.

Ainda de acordo com o secretário, mais três pessoas participaram do crime, considerado como latrocínio, pois os criminosos foram até a fazenda dos pais do deputado federal para roubar uma arma. Entre os foragidos, está dois homens e uma mulher. A polícia conseguiu capturar duas pessoas, entre elas um adolescente, que fazem parte do grupo criminoso, e inclusive, foram ouvidos pela polícia e afirmaram que sabiam do crime, mas não tiveram participação. As buscas pelos foragidos continuam.

Entenda o caso

Pais do deputador federal Cléber Verde foram mortos no final da tarde dessa terça-feira (15). (Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal)

Graça Cordeiro Mendes e Jesuíno Cordeiro Mendes, do deputado federal Cléber Verde, estavam sozinhos na fazenda em que moram, em Turiaçu, quando foram mortos no final da tarde dessa terça (14).

Graça Cordeiro Mendes tinha 70 anos e foi morta dentro da fazenda com golpes de arma branca e pauladas. Já o pai do deputado, Jesuíno Cordeiro Mendes, foi morto a tiros e arma branca. O corpo dele foi encontrado na manhã desta quarta (15), em uma área de matagal.

 

 

Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com. Siga, também o Imaranhao no TwitterInstagram e curta nossa página no Facebookse inscreva no nosso canal no Youtube. Entre em contato com nossa redação pelo WhatsApp ou ligue (98) 98400-0977

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: