Sem ações efetivas para prevenção, Paulino Neves sofre com aumento de casos da Covi-19

A cidade de Paulino Neves, bastante conhecida pelos seus atrativos turísticos e por se encontrar localizada na rota das emoções, vem passando por grandes problemas no combate à COVID-19, algo que tem preocupado a todos.

Desde o início do ano até agora poucas medidas foram tomadas na prevenção e combate ao corona vírus por parte do atual gestor da pasta, o trabalho não tem sido transparente e é perceptível, pois até o primeiro boletim emitido houve atraso, a retirada de barreiras sanitárias que deveriam ter sido intensificadas, não foram levadas a sério e a retirada de alguns agentes de saúde, pesaram negativamente, para atual gestão.

Na semana em que o Maranhão vem entrando em queda no número de casos, Paulino Neves obtém um salto de 22 casos ativos para 44 casos, um dobro de casos em apenas 48 horas.

Ano passado, quando a pandemia que se alastrou pelo mundo inteiro, ainda era uma novidade, para cientistas e médicos de todo planeta, Paulino Neves contabilizava no último dia do ano 02 óbitos, 0 casos suspeitos e 0 casos ativos. Só, na semana que se passou do dia 23/04/2021 até 30/04/2021, já se alcançava esse mesmo número de óbitos, em 4 meses de gestão já se supera o número de óbitos do ano passado, em 124 dias de governo a taxa de mortalidade do COVID-19 em Paulino Neves é de 3% superando a taxa estadual e nacional.

Do início do ano até agora, já são 100 novos casos, sendo 40 deles na sede e 60 em toda zona rural, a ineficácia da gestão para combater esse vírus mortal tem causado insegurança em toda a população que sofre com tudo isso.

O povoado do Angelim, foi quem mais apresentou casos, só esse ano foram 35 casos, onde o mesmo passou meses sem agente de saúde. O número de contaminados cresce a todo momento, até mesmo o prefeito e presidente da Câmara foram infectados, mas passam bem.


Acompanhe essas e outras notícias em Imaranhao.com

Siga, também o Imaranhao no Twitter, Instagram

Curta nossa página no Facebook

Inscreva-se no nosso canal no Youtube


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: