Sem pé e sem cabeça – Obras na estrada do Araçagy provocam dúvidas e transtornos para moradores

O informativo semanal eletrônico ‘NA HORA H – Pílulas do Domingo D’ deste Blog Hora Extra, publicou ontem, matéria com o título ‘MOB executa obra sem pé e sem cabeça’. No corpo da notícia consta que a obra não dispõe de placa prestando dados sobre a execução dos serviços. No entanto, neste domingo (11), foi verificado que na altura do acesso à Praia de Araçagy foi instalada, recentemente, uma placa prestando as informações. Muito embora, de tamanho minúsculo, levando em conta o elevado custo e a grandeza da nomenclatura dos serviços.

Também neste domingo pela manhã e no final da tarde foram registrados grandes e demorados congestionamentos nos dois sentidos da Estrada do Araçagy. Situação parecida aconteceu na manhã de sábado, quando um enorme engarrafamento foi registrado no sentido Olho D’Água – Raposa, que chegou na altura da rotatória do Supermercado Bom Preço, sacrificando inclusive, a fluidez no trânsito da Avenida São Luís Rei de França, no mesmo sentido.

Além dos transtornos que foram verificados no fim de semana, logo cedo, na manhã desta segunda-feira, uma extensa fila de veículos pôde ser verificada desde a altura do Bacuri Center, no Araçagy, chegando até o Colégio Marista.  Tudo isso tem causado revolta e irritação de motoristas e de quem utiliza o transporte coletivo e precisa transitar pelo local, pois a perda de tempo está comprometendo o cotidiano das pessoas. O motivo de tanta confusão no trânsito é que, com as obras, somente uma pista está podendo ser utilizada, e como o fluxo de carros, caminhões, ônibus e motocicletas neste horário é intenso, os congestionamentos são inevitáveis.

Quanto a pequena placa que exibe dados sobre os serviços na Estrada do Araçagy, em seu topo está a logomarca do Governo Federal e na base, o logotipo do Governo do Estado. Nela também estão contidas as seguintes informações: “Elaboração dos Projetos Básicos e Projetos Executivos com a Execução das Obras de Reestruturação da Avenida dos Holandeses e Litorânea, com a Implantação do BRT NA Região Metropolitana de São Luís-MA – Lote 02”.

Ainda estão inseridas na pequena placa, informações sobre o custo e órgãos envolvidos nos serviços. O valor importa em mais de 87 milhões de reais e o prazo de conclusão da obra está previsto para novembro de 2020. A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos – MOB é o órgão responsável pela execução dos serviços e o financiamento é da Caixa Econômica Federal. Não consta, porém, placa adicional anunciando qual ou quais as construtoras envolvidas nos trabalhos.

A assessoria de comunicação da MOB informou ao Blog Hora Extra que essa é a primeira etapa dos serviços e que num outro lote, as obras vão seguir com mesmas  características no  sentido do Condomínio Alfaville, onde será construída um terminal do BRT. Somente para lembrar, os serviços contemplam a retirada dos postes de iluminação pública e de árvores plantadas no canteiro central que também está sendo retirado para dar lugar a um ‘fosso’ (nova pista) por onde deverá passar o BRT. Um terceiro lote seguirá rumo à Avenida Litorânea. Ou seja, como noticiado por este portal eletrônico neste domingo, a obra começou no meio do caminho e por isso, o sugestivo título “SEM PÉ E SEM CABEÇA”.

 

Por: Blog Hora Extra

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: