Será velado em Humberto de Campos PM que morreu em acidente na Via Expressa

O policial militar Ricardo Gomes Moreira, de 32 anos, lotado no Canil do Batalhão de Choque, da Polícia Militar, morreu na tarde desta sexta-feira (11) após acidente registrado na Via Expressa, em São Luís. A colisão aconteceu por volta das 15h na entrada da base do Comando de Operações Especiais (COE). Ricardo Gomes faria 5 anos no Batalhão de Choque. 

Segundo informações do Comando de Policiamento Urbano de dia (CPU) do Batalhão de Choque, capitão Leandro, a vítima seguia sentido Jaracati – Ipase quando foi surpreendida pelo condutor de uma picape Chevrolet Montana, identificado como Raimundo Cantanhede Silva, idade aproximada de 55 anos, que fez uma conversão brusca. Ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local para tentar reanimação, mas a vítima já estava sem vida. Assim, o Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para recolher o corpo.

O condutor da Montana, Raimundo Cantanhede, esperou a chegada da polícia, as primeiras viaturas que foram até o local são do Batalhão de Choque e do 8° Batalhão de Polícia Militar. Os dois veículos foram periciados e encaminhados para a Delegacia de Trânsito. Após o acidente, a Via Expressa foi isolada nas duas entradas, Jaracati e Ipase, pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV). Um grande congestionamento se formou na Avenida Carlos Cunha.

O velório do soldado/14 Ricardo Gomes Moreira está previsto para acontecer na cidade de Humberto de Campos, a 150 quilômetros da capital, cidade natal da vítima. Segundo o comandante do Batalhão de Choque, coronel Wellington Araújo, o comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Jorge Luongo, liberou amigos de farda da vítima para que possam prestar as últimas homenagens ao PM. Ônibus serão disponibilizados para que os policiais possam seguir até a cidade.Por MA10

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: