fbpx

Giro

SES monitora caso de tripulante filipino hospitalizado com suspeita de Covid-19 em São Luís

 Segue internado em um hospital particular de São Luís, com caso suspeito de Covid-19, um tripulante de nacionalidade filipina, do navio MV Sagittarius que saiu da África do Sul, no dia 31 de julho. A embarcação está há 10 dias na área de fundeio e não atracou na capital maranhense.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que acompanha a situação do tripulante filipino. A SES também ressaltou que não há confirmação de diagnóstico positivo de Covid-19 e de suas variantes no tripulante.

Ainda segundo a SES, a amostra do paciente será analisada para Covid-19 e variantes pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA). O translado do tripulante até o hospital se deu por helicóptero até a unidade hospitalar, onde está isolado.

O caso é acompanhado pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) e Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), em cooperação com a Anvisa.

Leia a íntegra da nota da SES:

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que acompanha a situação do tripulante filipino internado em hospital particular de São Luís com quadro suspeito de Covid-19. A SES ressalta que ainda não há confirmação para Covid-19. A amostra do paciente será analisada para Covid-19 e variantes pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA).

O tripulante estava embarcado no navio MV SAGITTARIUS, desde o dia 31 de julho, quando deixou a África do Sul. A embarcação está há 10 dias na área de fundeio e não atracou em São Luís. O translado do paciente se deu por helicóptero até a unidade hospitalar, onde está isolado.

O caso está sendo acompanhado pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) e Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), em cooperação com a Anvisa.”

Procurada pelo Imirante.com, a assessoria do hospital onde o tripulante está internado informou que, até o início da manhã desta terça-feira (24), não havia sido confirmada a contaminação pela variante Delta do novo coronavírus.

Tripulante vítima da variante Delta

Em junho desta ano, o tripulante indiano de um navio que chegou em maio ao Maranhão morreu vítima da variante Delta do novo coronavírus. O paciente foi identificado como Rajan Parakottil, de 54 anos.

O indiano chegou no navio MV Shandong da Zhi, que ficou em quarentena. O homem ficou internado em hospital da rede privada, mas não resistiu. Ele começou a sentir os sintomas da Covid no dia 4 de maio, apresentando febre.

Além do indiano, foi feita uma avaliação clínica dos outros 23 tripulantes da embarcação e a coleta de amostras para diagnóstico da Covid-19 e investigação epidemiológica dos casos suspeitos.

Coronavírus no Maranhão

De acordo com o último boletim epidemiológico da SES, emitido na noite dessa segunda-feira (23), o Maranhão tem 9.929 mortes e 346.125 casos confirmados da Covid-19. Segundo a SES, foram contabilizados 7 óbitos e 176 pessoas infectadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas no Estado, sendo 32 na Grande Ilha de São Luís, 5 em Imperatriz e 139 nos demais municípios. A taxa de letalidade da doença no Maranhão, por sua vez, está em 2,87%.

Advertisements

Deixe uma resposta