fbpx

Paulino Neves

Sessão extraordinária em Paulino Neves discute cassação de vereador é adiada

Na manhã desta quinta-feira, 23, a Câmara Municipal de Paulino Neves realizou uma sessão extraordinária para debater e votar o processo de cassação do vereador Izaque Carvalho. O denunciante, suplente vereador Acredino Marcedo, não participou da votação para preservar a imparcialidade.

O suplente Raimundo de Oliveira, conhecido como Raimundinho Engomado, foi empossado durante a sessão. Em seu discurso, solicitou vista do processo, alegando a necessidade de tempo para tomar uma decisão. O presidente, Manoelzinho, em entrevista, afirmou que o intervalo de 20 minutos teve o propósito de acalmar a situação entre os parlamentares e buscar aconselhamento jurídico diante do processo de cassação de Izaque Carvalho.

Após o intervalo, a sessão foi adiada para o dia 30 de novembro. Na próxima reunião extraordinária, os vereadores terão até 15 minutos para votar, enquanto Izaque Carvalho terá 2 horas para sua defesa. A cassação requer dois terços dos votos, no mínimo 8, aumentando a expectativa da população diante dessa situação política delicada.

 

 

Advertisements

Deixe uma resposta