Suspeito de participar da explosão de agência do Bradesco na capital é preso

A Polícia Civil do Maranhão prendeu nesta quarta-feira (26), em São Luís, Patrick Horlando Viana Mendonça, por participação na explosão da agência bancária do Bradesco no bairro São Francisco em agosto. Segundo as investigações, o suspeito havia fugido para o interior do estado logo após a ação.

De acordo com o delegado Luciano Bastos, Chefe do Departamento de Combate a Roubos de Instituições Financeiras da Polícia Civil, o suspeito foi preso durante uma abordagem feita no bairro Estiva, enquanto retornava a capital maranhense. Em depoimento, Patrick Horlando Viana confessou que foi o responsável por fazer a segurança na porta da agência durante a ação, com uma pistola 380.

 

 

“As investigações continuaram e hoje conseguimos dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva do Patrick. Ele confessou que participou da explosão e após isso, ele foi para o interior do estado na tentativa de se furtar da perseguição policial. Mas a gente conseguiu identificar ele e na data de hoje nós soubemos que ele estava regressando para São Luís, momento em que foi feita uma barreira policial na Estiva e realizamos a abordagem e demos cumprimento ao mandado”, disse o delegado Luciano Bastos.

Uma quarta pessoa que participou da ação está sendo procurada pela polícia. Logo após o crime, a polícia prendeu o casal Eduardo de Castro Oliveira e Gilcilene Nascimento Gomes, por suspeita de participação na explosão da agência. Segundo o delegado, Eduardo foi o responsável por articular a ação e Gilcilene pelo armazenamento dos artefatos explosivos que foram usados durante a explosão.

As investigações do crime continuam. O delegado Luciano Bastos afirma que as explosões de bancos em São Luís são comandadas por facções criminosas que usam o dinheiro roubado para a compra de armas e drogas, diferente das que atuam no interior do estado.

Fonte: G1 MA

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: