fbpx

Vacinação em SP: prefeito diz que aguarda chegada de doses para divulgar novos grupos; nesta 2ª, postos registram falta de vacinas

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (12), que só divulgará os próximos grupos que serão vacinados contra a Covid-19 quando a cidade receber novas doses de imunizantes.

“Hoje nós estamos vacinando 37 [anos] e, mesmo com anúncio do governo do estado, que a gente ficou muito feliz, não temos como anunciar [a vacinação do público] de 36 ainda porque nós não recebemos a vacina. Portanto, a gente continua segunda, terça e quarta vacinando 37, aguardando chegar a vacina para anunciar 36 [anos]”, afirmou Nunes.

O governo do estado anunciou neste domingo que vai vacinar todos os adultos até 20 de agosto, antecipando em 26 dias o que havia sido anunciado anteriormente. Também foram incluídos no calendário adolescentes de 12 a 18 anos, que devem ser imunizados a partir de 23 de agosto.

Nesta segunda, a capital começou a vacinar as pessoas com 37 anos ou mais, e este grupo será imunizado até quarta (14). Filas e falta de vacinas foram registradas.

Às 14h10, o Filômetro, site da Prefeitura de São Paulo que mede e atualiza a situação das filas, indicava que 64 unidades de saúde da cidade estavam desabastecidas, sendo 57 delas na Zona Norte, duas na Zona Sul, uma na Zona Oeste, um megaposto, um drive-thru e dois postos volantes.

Mais cedo, os postos de vacinação registravam longas filas. De acordo com o Filômetro, às 9h40, a cidade tinha 63 postos com fila grande. Outros 181 postos registravam fila média e 145 unidades tinham fila pequena. Algumas unidades de saúde já registravam fila grande antes mesmo da abertura, às 7h.

Governo de São Paulo antecipa calendário de vacinação em mais de 20 dias

Veja as novas datas do cronograma estadual:

 

8 a 14 de julho – 37 a 39 anos

15 a 18 de julho – 35 e 36 anos

19 de julho a 4 de agosto – 30 a 34 anos

5 a 12 de agosto – 25 a 29 anos

13 a 20 de agosto – 18 a 24 anos

23 de agosto a 5 de setembro – adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência ou comorbidade

6 a 19 de setembro – adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidade

20 a 30 de setembro – adolescentes de 12 a 14 anos sem comorbidade

 

Segundo o governador João Doria, a antecipação decorre de compra direta de vacinas prontas pelo estado da vacina Coronavac, da fabricante chinesa Sinovac.

“A antecipação é fruto da aquisição da Coronavac realizadas pelo governo do estado de São Paulo, sob responsabilidade, custo do estado, junto ao laboratório Sinovac. Nós já havíamos anunciado aqui, aliás, há bastante tempo, que tínhamos adquirido 30 milhões de doses da vacina Coronavac, do laboratório Sinovac – 2,7 milhões dessas doses já chegaram, já estão no centro que fará a distribuição e a aplicação desta vacina aqui do estado”, disse Doria.

 Governo de SP decide não antecipar 2ª dose de vacinas com intervalo de até 12 semanas

 

Do novo grupo anunciado, adolescentes grávidas ou jovens com comorbidades serão os primeiros a serem vacinados, do dia 23 até dia 5 de setembro. Depois, a partir do dia 6, todos os adolescentes a partir dos 12 anos serão vacinados até o dia 30 do mesmo mês. No total, o grupo tem cerca de 3,2 milhões de pessoas no estado.

Para o secretário da Saúde, Jean Gorynchten, o objetivo a partir de agora é vacinar quem circula e transmite a doença.

“Nesse segunda fase [depois da vacinação de idosos e pessoas com comorbidades] nós estamos protegendo muito mais os jovens, que são exatamente aqueles que circulam e transmitem o vírus. Muitos deles que não se preocupam com as regras e ritos sanitários. Dessa forma, também impactaremos a redução do número de casos”, disse.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: