fbpx

Maranhão

Vereadores arrombam Câmara Municipal em Marajá do Sena

A Câmara de Vereadores de Marajá do Sena foi arrombada por dois parlamentares nesta terça-feira (9).  Eles alegaram que haviam sido convocados para votar a aprovação da ata da última sessão realizada na Câmara ainda em 2023, antes do recesso. Mas, quando chegaram ao local, o prédio estava fechado.

O vereador Wilame Martins Chaves, aparece com uma espécie de serra mecânica e arromba o cadeado da Câmara. Ele é acompanhado por outros vereadores que também entram no prédio para realizarem a sessão.

O grupo alega que no dia 8 de dezembro o orçamento para a cidade foi votado, mas que a ata da reunião não foi feita e não chegou a ser votada. Eles acusam o presidente da Câmara, Bismarque de Moura, de ter escondido o documento.

“Foi entregue ao presidente, ele não recebeu, mas foi entregue. Foi entregue aos demais vereadores, enfim, quando a gente chegou a Câmara tava fechada, então nós não tínhamos outra alternativa a não ser serrar o cadeado para fazer a sessão e votar a ata do dia 8. Essa ata desapareceu desde o 22 e a gente está querendo assinar”, disse Wilame.

Ao Difusora On, o presidente da Câmara de Vereadores, Bismarque de Moura (Democratas), explicou que não foi a primeira a Câmara foi alvo de vandalismo.

“Essa já foi a segunda vez, assim como na primeira vez, os vereadores solicitaram a reunião, eu, como presidente da casa, avisei que não poderia ter durante o recesso. Mas eles não atenderam o meu pedido e arrombaram a Câmara de Vereadores querendo marcar a reunião, para aprovar uma ata, que só pode ser realizada sob meu pedido e até dos nove vereadores que arrombaram a Câmara. Agora, eu como presidente, vou tomar as medidas que cabíveis na Justiça”, contou o presidente. ( difusora on )

 

 

 

 

 

 

Advertisements

Deixe uma resposta